domingo, 15 de setembro de 2019

Sindicalista do LAB em risco de ir parar à cadeia

Imanol Salinas, sindicalista do LAB, corre o risco de ir parar à prisão, depois de ter participado em acções de protesto para denunciar aquilo que se passava na empresa La Sangiovesa, em 2018. Salinas pode apanhar 21 meses de prisão.

Na passada sexta-feira, o LAB fez questão de expressar o apoio a Imanol Salinas e denunciar a repressão de que este está a ser alvo e que tem aumentado, nos últimos meses, contra outros sindicalistas.

Frente ao Palácio da Justiça, em Iruñea, representantes sindicais pediram aos trabalhadores que se mobilizem. O secretário-geral do LAB em Nafarroa, Igor Arroyo, disse: «Não nos vão parar, não vão condicionar a luta sindical do LAB. Onde houver uma injustiça, o LAB estará lá para lhe fazer frente».

«La Sangiovesa: Las trabajadoras que ganaron a una multinacional» (LAB)Ver: lahaine.org

Mais de 50 mil em Bilbo contra o processo 11/13

Mais de 50 mil pessoas manifestaram-se este sábado, na capital biscainha, em solidariedade com os 47 bascos incriminados no processo 11/13, por defenderem os direitos dos presos políticos bascos. Amanhã, segunda-feira, começam a ser julgados no tribunal de excepção espanhol, a chamada Audiência Nacional.

Conferência sobre o «conflito irlandês» em Laudio

A Sare Antifaxista continua a promover a organização de confências sobre o «conflito irlandês». Desta vez, o encontro terá lugar na Orbeko Etxea, que este ano cumpre 18 anos de existência, e Laudio (Araba). É no dia 18 de Setembro, às 19h00.

Para qualquer questão, escrever para o endereço huelgahambre1981bloquesh@gmail.com.

Sobre os livros editados pela Sare Antifaxista na área do «conflito irlandês», ver «Cuéntales todo» e «¡Recuerda la huelga de hambre! ¡Destruye los bloques H!».

Mais info: Norte de Irlanda

«Se hace pública la conexión de Guaidó con paramilitares colombianos»

[De Marco Teruggi] Las fotos no dejan lugar a dudas: Guaidó se abraza con cuatro dirigentes de Los Rastrojos. No da explicación al respecto. Aún así su discurso, así como el de varios dirigentes de oposición, fue el de continuar acusando al gobierno de Maduro de encubrir a grupos guerrilleros, narcotraficantes y paramilitares. Esa acusación será llevada por Duque a la Asamblea General de Naciones Unidas.

La noticia se produce en un momento de alta tensión entre el gobierno venezolano y el de Colombia Nicolás Maduro ha declarado la alerta naranja, desplegado a la Fuerza Armada Nacional Bolivariana, y denunciado de que desde el gobierno de Duque se prepara una acción de falsa bandera para aumentar la escalada que podría abrir a un escenario de guerra declarada. (lahaine.org)

sábado, 14 de setembro de 2019

Lubaki Langile Elkartasun Sarea sortu dute Bergaran, klase batasuna oinarri

Krisi testuinguruak sortutako «desoreka eta segurtasun ezaren aurrean, elkar babesteko» tresna izatea du helburu Lubakik. «Saretzearen beharra» nabarmendu dute arazo horiei guztiei aurre egiteko: «Sakabanatuta dauden indar horiek guztiak modu eraginkorrean antolatzea ezinbestekoa iruditzen zaigu».

Hala, hasiera batean Bergara mailan antolatutako sarea izango bada ere, eskualdeko borrokak batzeko asmoa agertu dute, «klase batasuna oinarri». Izan ere, Lubakiko kideek azaldu dutenez, hamaika dira langileek jasaten dituzten erasoak, baina guztiek ere «sistema kapitalista daukate erroan». / Ver: gedar.eus

Etsaiak – «Iraultza»

Tema do álbum Etsaien etsaiak (1992). A banda é de Lekeitio (Bizkaia). [Letra / tradução]

«Crise, sociedade do espetáculo, guerra»

[De Domenico Losurdo (1941–2018) / Prefácio do último livro do autor, A esquerda ausente. Crise, sociedade do espectáculo, guerra] Como é atualmente programada e preparada a guerra? Procura-se através da imprensa, rádio, televisão, internet e redes sociais, manipular completamente ou inventar uma imagem que possa demonstrar a crueldade, ferocidade, falta de humanidade do inimigo a derrubar ou matar. Essa imagem é difundida, obsessivamente repetida, com ela se bombardeiam, por assim dizer, todos os recantos do planeta. Todos aqueles que não se alinham incondicionalmente com o Ocidente na guerra que está prestes a desencadear-se são acusados de surdos às razões da ética e de serem cúmplices do Mal. É o terrorismo da indignação, um ultraje que afirma ser moral, mas é realmente maquiavélico no mau sentido da palavra. É assim que a sociedade espetáculo se torna uma mortífera técnica de guerra. (PCB)

Luís Seoane contra Franco ou as «13 estampas da traizón» exibidas em Compostela

O Pazo de Fonseca acolhe até 30 de Outubro a exposição sobre as 13 estampas da traizón, primeiro álbum de desenhos do antifascista galego Luís Seoane, publicado em plena guerra civil.

As 13 estampas da traizón «são desenho militante, arte de agitação e propaganda, comunicação esteticamente relevante em prol da II República em plena Guerra Civil», afirma-se no portal sermosgaliza.gal a propósito da inauguração, no passado dia 11, da exposição agora patente no salão do Artesoado do Pazo de Fonseca, em Compostela.

«Esta exposição ajuda a visibilizar e recuperar a nossa silenciada memória histórica, neste caso referente à Guerra Civil de 1936», explica a associação cultural O Galo, citada pelo sermosgaliza.gal. (Abril)

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Macrosumario 11/13, juicio a la solidaridad

En esta macrocausa 47 personas van a ser juzgadas por realizar distintas labores de apoyo a los presxs políticxs vascxs. Son abogadxs de los presxs, familiares, terapeutas, miembros de distintas organizaciones por los derechos de estas personas… Les piden 601 años de cárcel en total.

Áudio, dossiers, entrevistas, videoclips e mais info em lahaine.org

Congresso chileno responsabiliza Carabineiros e governo por morte de jovem mapuche

Com 65 votos a favor e 61 contra, a Câmara dos Deputados aprovou a investigação levada a cabo por uma comissão especial do organismo, cujas conclusões estabelecem que os Carabineiros (Polícia militarizada) são os responsáveis directos pelo assassinato do jovem Mapuche Camilo Catrillanca.

As responsabilidades políticas pelo facto são atribuídas ao ministro do Interior, Andrés Chadwick, aos subsecretários do Interior e da Segurança Pública, e ao governo de Sebastián Piñera, refere a TeleSur.

A votação na Câmara traz de novo para a ribalta o caso de Camilo Catrillanca, indígena mapuche de 24 anos, assassinado no dia 14 de Novembro de 2018, na região da Araucânia, por agentes do Grupo de Operações Policiais Especiais (GOPE) dos Carabineiros, que afirmaram que a morte ocorrera durante uma troca de disparos. (Abril)

«Uberexploração – A exploração "invisível" de trabalhadores»

[De Vasco Almeida] Estamos, portanto, perante trabalho ilegal. Os trabalhadores, geralmente jovens, concentram-se em praças, ou à porta dos centros comerciais, e os sítios onde existem com maior afluência são Lisboa, Porto, Setúbal, Santarém e Algarve. Jovens que, procurando sobreviver, trabalham ilegalmente para empresas que lucram milhões com seu trabalho. Autênticas praças de jorna criadas nas grandes cidades, onde os trabalhadores esperam pela próxima tarefa a executar no mínimo de tempo possível, estando sempre à «sorte» de haver ou não haver outra tarefa, podendo ou não ganhar dinheiro por não terem sequer um salário base e trabalharem à peça. Todos os dias é uma incógnita se há ou não dinheiro para sobreviver. Ainda assim é pedido a cada trabalhador, como requisito para trabalhar nestas empresas, boa aparência e um sorriso para os clientes! (O Militante)

Las fotos que demuestran la conexión paramilitar de Juan Guaidó e Iván Duque

En redes sociales se habla de la conexión paramilitar de Juan Guaidó y el presidente Iván Duque con Los Rastrojos, grupo irregular colombiano relacionado a decenas de actividades delictivas en la frontera con Venezuela.

Se trata de una fotos en donde posan miembros de Los Rastrojos con el autoproclamado Guaidó. El de Voluntad Popular se abraza con Jhon Jairo Durán Contreras, alias El Menor, y Albeiro Lobo Quintero, alias El Brother. Las imágenes fueron publicadas por Wilfredo Cañizares, miembro de la ONG de derechos humanos Fundación Progresar. / Ver: misionverdad.com

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

«El mito de Lizarra – Garazi, o el día que se la metieron doblada al MLNV»

[De Borroka Garaia] Hoy, 12 de septiembre, se cumple el aniversario de la firma de un documento que un par de décadas después ningún partido defiende ni en la teoría ni en la práctica. Algunos porque ya no existen (como HB) y otros aun gobernando porque nunca han hecho nada en ese sentido. Los pilares fundamentales del documento de Lizarra-Garazi se basaban en la finalización multilateral de todo tipo de violencia enmarcada en el conflicto, en el reconocimiento del carácter político de éste y la necesidad de abordar sus causas, en la negociación como vía y en el reconocimiento de la soberanía mediante la autodeterminación.
[...]
una enseñanza deja todo esto, a parte de que nunca es fiable la clase burguesa vasca (cosa que se debería saber de antemano), es que ningún proceso que no cuente con el impulso popular y sea construido por y desde abajo tiene posibilidades de éxito real. Que ninguna élite política ni sus supuestos acuerdos y negociaciones por arriba garantizan absolutamente nada sino al contrario, abren las puertas para que «el abajo» acabe pagando los platos rotos. (BorrokaGaraiaDa)

Venezuela rejeita a pretensão de países da OEA de activar o TIAR

O governo da Venezuela denunciou de «forma categórica» à comunidade internacional a decisão de um grupo de países reunidos na OEA de invocar o Tratado Interamericano de Assistência Recíproca (TIAR).

Na assembleia da OEA, 12 países votaram a favor (cinco abstiveram-se e um esteve ausente) da aplicação da iniciativa contra a Venezuela, alegando que representa «uma ameaça à segurança da região», na sequência das acusações formuladas pela Colômbia de que as autoridades venezuelanas amparam grupos armados no seu território – reiteradamente refutadas pela Venezuela como uma desculpa para motivar uma intervenção militar. (Abril)

No segundo dia de greve, Polícia carregou sobre mineiros peruanos

A negociação colectiva, aumentos salariais e melhores condições de trabalho, assim como a denúncia da atitude do patronato, que se recusa a negociar, levaram os mineiros a partir para a greve, dia 10.

Em declarações à imprensa, Jorge Juárez, secretário-geral da Federação Nacional de Trabalhadores Mineiros, Metalúrgicos e Siderúrgicos do Peru (FNTMMSP), explicou que uma das questões principais que levaram os trabalhadores à greve é a oposição ao chamado Plano Nacional de Competitividade e Produtividade, aprovado no final de Julho pelo presidente peruano, Martín Vizcarra, e que, desde que foi anunciado, no âmbito de uma reforma laboral mais ampla, foi alvo de forte contestação, por «atacar os direitos dos trabalhadores». (Abril)

«Asia central, directorio de ruta»

[De Higinio Polo] Desde la fragmentación de la Unión Soviética, el poder oligárquico en las cinco repúblicas de Asia central ha basculado entre la precaución y desconfianza ante Moscú y la necesidad de contar con su apoyo y protección.
[…]
no hay duda de que los cinco países del Asia central, huérfanos de la Unión Soviética y del socialismo, van a desempeñar un relevante papel en el reparto de influencias con Washington, Moscú y Pekín, en el nuevo mundo multipolar que se consolida pese a la resistencia de EEUU. (lahaine.org)

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

«InsurgenZia»: teaser do documentário sobre a repressão

InsurgenZia é um documentário sobre a repressão contra os movimentos sociais e populares, realizado por Virginia Senosiain e Juan Luis Napal. Aborda vários casos de repressão no Estado espanhol nos últimos anos, bem como a luta anti-repressiva. A estreia é no próximo dia 11 de Outubro em Atarrabia (Nafarroa).

«InsurgenZia» (teaser de 5 minutos)A estreia, na Sala Totem Aretoa, em Atarrabia, contará com Josetxu Piperrak e Reincidentes. As entradas já estão à venda. / Ver: lahaine.org

Nos rigores de El Alto, médicos cubanos ajudam crianças com necessidades especiais

Localizada 4150 metros acima do nível do mar, El Alto, na região da capital boliviana, é um desafio para os médicos cubanos que, habituados ao clima tropical, ali colaboram em diversos centros de saúde.

«A questão primordial é ajudar o povo boliviano, sem nos importarmos com os rigores do clima ou outro contratempo», frisou o neuropediatra cubano, com experiência reconhecida na área do autismo, sublinhando que as crianças com necessidades especiais necessitam, além das terapias, de ser compreendidas e amadas.

Ao Hospital Chacaltaya e ao Centro Oftalmológico de El Alto, que prestam assistência a uma população na sua maioria pobre, chegam também doentes de países fronteiriços, nomeadamente do Peru, do Chile e da Argentina. (Abril)

«A NATO como polícia de opinião»

[De José Goulão] O trabalho sobre a NATO e a manipulação da informação, posto a circular pelo website EUObserver, é um coro de lamentos sobre a suposta incompreensão que os polícias do NATO StratCom encontram nas redes sociais e nos gigantes informáticos Facebook, Twitter, WhatsApp, YouTube, Google e por aí adiante; o que os torna ineficazes quando se trata de impedir a criação dos «buracos» por onde se infiltrem informações e opiniões que contrariem as doutrinas oficiais do atlantismo e do europeísmo, definidas dogmaticamente como «valores universais». (Abril)

Inadaptats – «Catalunya»

Hoje é a Diada – Dia Nacional da Catalunha.

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Sindicatos anunciam 5 dias de greve na metalomecânica da Bizkaia

Contra a «avareza» do patronato e a precariedade a luta é o único caminho.

«Esta mañana, se ha reunido la mesa negociadora del convenio del metal de Bizkaia. Por ese motivo, por la tarde, todos los sindicatos con representación en la mesa hemos comparecido para valorar la mesa negociadora de la mañana y anunciar los siguientes pasos y movilizaciones a llevar a cabo. Concretamente, lo sindicatos continuaremos en lucha al constatar que la patronal FVEM no ha dado respuesta a los contenidos de la plataforma conjunta sindical del 10 de mayo. En este sentido, hemos convocado otros 5 días de huelga para los días 30 de septiembre y 1, 2, 3 y 4 de octubre.»

LER comunicado emitido pelos sindicatos com representação na mesa de negociação do sector Metalomecânico da Bizkaia em lab.eus

Begoña García, internacionalista basca, foi assassinada há 29 anos em El Salvador

Begoña García Arandigoien, Alba, foi assassinada pelo Exército salvadorenho a 10 de Setembro de 1990. A jovem médica basca, de 24 anos, partira para a América Central movida pelo compromisso internacionalista. Esteve, primeiro, na Nicarágua sandinista, e, em Manágua, conheceu guerrilheiros do Exército Revolucionário do Povo (ERP) salvadorenho, que faziam parte da então pujante Frente Farabundo Martí para la Liberación Nacional (FMLN). Alba integrou-se numa coluna de guerrilheiros como médica.

Natural de Gares (Nafarroa), em 2012 a jovem internacionalista basca foi designada «filha predilecta» da terra e deu o nome a uma praça. Em 2010, a editora Txalaparta publicou a obra ¡Cómo no quererte, Alba!, da autoria do ex-preso político basco Iñaki Gonzalo, Kitxu. / Ver: aseh

La Lluita a la motxilla // La lucha en la mochila // Borroka Motxilan«La Lluita a la motxilla // La lucha en la mochila // Borroka Motxilan» é um documentário sobre mulheres que lutaram na guerra de El Salvador, no qual se aborda a vida e o assassinato da médica basca Begoña García Arandigoien, Alba.

Preso palestiniano morreu em prisão israelita

Bassam al-Sayeh faleceu em circunstâncias que apontam para negligência médica intencional. Autoridades e forças políticas palestinianas condenaram o «crime» e o movimento dos presos cumpre 3 dias de luto.

Com a morte de Al-Sayeh, o número de presos palestinianos que morreram nas prisões de Israel desde 1967 sobe para 221, informa a Addameer, havendo actualmente mais de 700 que sofrem de doenças graves nas cadeias de Israel. Destes, 160 necessitam de cuidados médicos urgentes, segundo a agência WAFA. (Abril)

«Porque odiamos al comunismo y a los comunistas»

[De Marcos Roitman Rosenmann] Ser anticomunista no es problema, es lo propio de un sistema educativo para aborrecerlo. En los medios de comunicación social, en la literatura, el cine, los dibujos animados podemos preguntarnos: ¿Quiénes salvan la civilización? ¿Qué espías tienen licencia para matar? La raíz del mal, el comunismo camuflado en los deseos de justicia social, igualdad y dignidad. Incluso los extraterrestres, cuando atacan la tierra siempre eligen la Casa Blanca y EEUU como objetivo. El resto del planeta no existe. Su GPS está conectado a Google Maps. (lahaine.org)

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Em dia de «estropadak», houve manifestação pela amnistia em Donostia

Centenas de pessoas manifestaram-se este domingo, dia das tradicionais regatas da Kontxa na capital guipuscoana, sob o lema «Borroka egitea zilegi delako, amnistia osoa!» [Porque lutar é legítimo, amnistia total!].
Ver mais fotos em lahaine.org

«Diada 2019 | Ningún gobierno autonómico nos hará libres»

[De Endavant (OSAN)] El camino hacia la independencia de una parte de los Països Catalans que proponía el soberanismo gubernamental de JxCAT y ERC ha quedado truncado. La idea de que era posible hacer la independencia a partir de reformas legales ha quedado desacreditada porque ni España ni la Unión Europea responden a fundamentos democráticos, sino a intereses de estado y del capitalismo que pasan por encima de la voluntad de los pueblos . Asimismo, aquellos que querían utilizar el proceso para negociar un nuevo estatus de Cataluña en el seno de España se han quedado, también, sin recorrido. Los límites de reforma y acuerdo que les permite el estado son tan regresivos y humillantes que no hay base social dispuesta a aceptarlos. (BorrokaGaraiaDa)

Sindicatos do mundo reunidos em Damasco denunciam bloqueio à Síria

George Mavrikos, secretário-geral da Federação Sindical Mundial (FSM), declarou na abertura do encontro o apoio dos trabalhadores do mundo à luta do povo sírio contra a ingerência estrangeira e o terrorismo.

«Reafirmamos uma vez mais a posição da FSM de solidariedade com os povos da Palestina, de Cuba, da Venezuela, e condenamos a política de bloqueio que os Estados Unidos impõem contra esses países», afirmou Mavrikos.

«Desde o início da guerra, mil locais e instalações petrolíferas foram alvo de ataques do terrorismo e da coligação internacional comandada por Washington, e a produção diminuiu de 383 mil barris de crude por dia para zero», disse o primeiro-ministro, Imad Khamis. No entanto – acrescentou –, graças às vitórias do Exército e à libertação de extensas áreas do território sírio, foi possível recuperar uma parte dessa extracção e, actualmente, o país produz 24 mil barris por dia. (Abril)

«Três fundamentalismos modelam o Médio Oriente»

[De José Goulão] Não basta a um Estado ter uma bandeira flutuando em Nova Iorque em frente ao palácio de vidro das Nações Unidas. É preciso haver terra livre onde o povo que nela habite seja senhor de todas as capacidades.
[...]
Três fundamentalismos político-religiosos continuam a modelar um novo Oriente Médio, perante a complacência do mundo, a inércia da ONU e a cumplicidade ativa da União Europeia. A partir do eixo Washington-Telavive-Riade, os fundamentalismos cristão anglo-saxónico, sionista e islâmico tratam de eliminar os obstáculos à sua afirmação plena na região, seja na Síria, no Iraque, na Palestina. Percebendo-se assim por que o Irão está debaixo de fogo. (Abril)